Aritana e a Doença do Cacique – mais um game Made in Brazil

Tags: aritana, aritana e a doença do cacique, cultura gamer, duaik, floresta amazônica, indie game, índios, indústria, irmãos duaik, mercado, pérsis duaik, raoni, Ricardo Duaik, Steam, tabata, unity3d, Vaca-H, xingu

Alguém aqui alguma vez pensou em largar tudo para se dedicar a algum projeto? Pois foi o que os irmãos Pérsis Duaik e Ricardo Duaik (que já apareceu por aqui com o jogo Vaca-H) fizeram. Eles deixaram tudo de lado para se dedicar a um novo jogo independente para computador, chamado Aritana e a Doença do Cacique. O game trata sobre índios, o que acho super bacana e inovador se tratando de jogos nacionais.

A ideia dos irmãos Duaik com o game Aritana e a Doença do Cacique é mudar o cenário e a mentalidade da indústria de jogos, onde o nosso Brasil é, na maioria das vezes, retratado com favelas e/ou violência. Além disso, eles buscam estabelecer o Brasil como polo de criação de jogos.

Localizados em São Paulo, os dois tem como meta vender o jogo pelo Steam. O sonho deles levou, até agora, dois. O game, feito com a engine Unity3D, tem 9 meses e ainda se estende ao longo deste ano. “Largamos tudo para se dedicar ao nosso jogo e, se tudo der certo, montaremos uma produtora. Hoje produzimos no quintal de casa e conseguimos atingir padrões muitas vezes inimagináveis para uma equipe de duas pessoas”, ressaltam.

Parabéns aos irmãos Duaik

Um fato que eu fiquei muito feliz de saber por eles, é que os irmãos conseguiram falar com o verdadeiro Aritana. Segundo Pérsis, f oi uma vitória fantástica para o jogo, pois o Cacique é a pessoa mais respeitada do Xingu e ele achou o projeto interessante. “Ainda não definimos nada e não tenho nada concreto, mas já nos consideramos honrados só de conseguir mostrar o jogo para ele. Foi bastante emocionante”, conta.

Confiram o resumo do jogo que os irmãos Duaik, muito bem vindos em nosso blog, nos enviaram:

Aritana e a Doença do Cacique
O Cacique Tabata, chefe de uma tribo que vive no coração da Floresta Amazônica, se encontra muito doente, pois um poderoso espírito da floresta se apossou de seu corpo. O Pajé Raoni é chamado para curá-lo, mas para realizar o ritual, seria necessário um colar de penas de uma Harpia. Raoni, então, chama seu aprendiz Aritana e lhe passa a difícil tarefa.

A Harpia que Aritana deve buscar se encontra no topo de uma montanha e o caminho a ser percorrido passa pelas terras do terrível Mapinguari. Aritana, assim, precisará ser rápido, pois o estado de Tabata é grave, e habilidoso, para fugir dos espíritos maus que andam pela floresta.

Síntese do Projeto
Jogo de computador em 3D para Windows, usando o estilo de jogo plataforma, sobre um índio chamado Aritana que, a pedido do Pajé, sai para uma grande aventura. O jogo traz como plano de fundo as lendas indígenas e a Floresta Amazônica. Os índios da história foram nomeados de acordo com os chefes das tribos do Xingu. O site do jogo apresentará esses índios (Aritana, Tabata e Raoni) e um pouco da sua história.

Confiram mais alguns vídeos que mostram o processo do desenvolvimento do jogo.

Então, gostaram? Eu, particulamente, adorei o jogo e com certeza terei em meu Steam. Lembrei muito da época em que eu vivia jogando Donkey Kong. Achei a ambientação, imagens e sons incríveis, o que leva o jogador a se sentir exatamente como se estivesse na floresta. Quem quiser saber mais sobre o jogo e jogar a demo (que foi liberada exatamente hoje), não deixem de conferir o site do jogo. Lá vocês encontram muitas informações do processo de desenvolvimento do jogo, vídeos de gameplay na parte do blog e bastante história ao longo do processo.

Aos possíveis patrocinadores: Galera, procurem os irmãos Duaik e invistam neles! Os rapazes são bons e têm um futuro brilhante pela frente. Basta entrar no site deles e enviar um e-mail oferecendo o patrocínio! =D

Bruna Torres
Share on Tumblr
Feed do Post
19 Comentários em "Aritana e a Doença do Cacique – mais um game Made in Brazil"
  1. Deko
    15/06/2012

    nooooooooooooooosssa, na oa, boa sorte para eles…devo ta por fora de jogos nacionais, o ultimo jogo nacional que joguei e achei legal pra caramba foi “Outlive”, apesar do nome 100% Brazucaço, eu tinha o Demo, infelizmente na época o interesse era pouco por parte dos consumidores, não havia quem realmente desejava pagar para ter o jogo….e o lucro obtido com ele foi muito abaixo do esperado…o grupo no fim se desfez…uma pena….

    e sobre o jogo…me lembra bastante um jogo para PSX chamado Tomba!…nossa…

  2. Adriana
    15/06/2012

    Muito bacana, com certeza fará parte da minha biblioteca Steam também. Realmente lembrou muito Donkey Kong. Estou cursando game design, ver uma jogo como este sendo desenvolvido por duas pessoas é muito encorajador. Pretendo desenvolver um jogo bem simples estilo arcade.

  3. douglas
    15/06/2012

    Achei legal o jogo , na minha opiniao falta por um turbo nele :) e os inimigos tem que se movimentar +

  4. Rafael
    15/06/2012

    Dale mulhekada! Muito legal o projeto, só podia trocar o índio por um robo do futuro!! Não? Ta, não falo mais nada. hahahhaa

    Boa sorte ai e manda ver! :D

  5. Soldado Rock
    15/06/2012

    Bom jogo, jogos assim são bons para descontrair, depois de tanto FPS, RPG, jogos de terror…

    Desejo boa sorte para eles e para todos os outros desenvolvedores brasileiros, desbravadores, em um país que é a 6° ecônomia do mundo, mas considera games futilidade.

  6. leandro(leon belmont)alves
    16/06/2012

    parece um game que prometa, espero que o terminem logo

  7. Profeta
    16/06/2012

    Posso parecer exagerado, mas achei esse game digno de ser lançado em qualquer plataforma e não perde nada para Mario, Sonic, DK, Rayman. É disso que o país precisa, só é uma pena que para ter alguma chance no mercado internacional, os caras tem que praticamente localizar tudo do game para inglês.

  8. The Punisher
    16/06/2012

    Sei que não tem nada a ver com o post, por isso, peço licença a Bruna criadora do Post e as demais girls para deixar o seguinte link sobre essa notícia:

    Videogames vão acabar, diz criador de God of War

    • The Punisher
      17/06/2012

      Caso alguém não tenha visto ou entendido, o link está no título “Videogames vão acabar, diz criador de God of War” só clicar lá

  9. paulo honda
    17/06/2012

    Parece um Super Mario da floresta.Parabéns aos dois desenvolvedores e que consigam alcançar seu objetivos traçados nesta empreeitada e quem sabe não surge um “Miyamoto” brazuca.

  10. Icarus
    18/06/2012

    mt boa a qualidade do game, porem gostaria de ver um game idie br com muito sangue e tripas.faz falta ;P

  11. Juliano
    18/06/2012

    Tri massa o jogo, lembra bem Donkey Kong mesmo, gostei das partes com chuva, excelente trabalho da dupla.

  12. Renata
    18/06/2012

    Muito bom o projeto! Boa sorte, meninos!! :D

  13. 20/06/2012

    Obrigado a todos pelos comentários e pelo apoio. É uma honra poder estar aqui no Girls of War e também poder ouvir um pouco do que vocês acham do jogo. Estamos de olho em todos os comentários e queremos criar algo que seja tão legal para jogar quanto está sendo para criar. Um grande abraço dos irmãos Duaik.

  14. Sei la
    24/06/2012

    clonaram Donkey Kong Country Returns na cara dura

  15. Akira
    24/06/2012

    muito bom pessoal. É assim que eu gosto de ver games Brasileiro, que realmente tem a ver com o Brasil. Faço Game-designer e edição de som, quando montar minha própria desenvolvedora, eu seguirei os mesmos passos que vocês. Abraços! e boa sorte.

  16. 26/06/2012

    Belo, digno! Meus parabéns aos desenvolvedores principalmente por serem brasileiros, só acho que poderiam ter dado um pouco mais de ação para o game….

  17. 12/07/2012

    Entre comentários de Game Designers e creio eu programadores, falta o da turma da arte, bom sou estudante de artes visuais e tá aí algo que eu sempre sonhei em trabalhar, como artista conceitual / pintor / arte finalista de games, espero um dia chegar lá, quem sabe, minha opinião depois de jogar a fase do game é que realmente não deixa nada a desejar aos jogos de plataforma, isso tratando de um demo com poucos inimigos e tal, esta muito bem feito e cá para nós, depois de ver esse jogo rodando eu percebo como o projeto falido “Zeebo” poderia ter tido um outro rumo, se abrissem as portas para desenvolvedores e vou além, abrisse as portas para engines makers como a propria Unity, Blender, Construct, Game Maker e por aí vai (como diga-se de passagem vem acontecendo atualmente) viria um abrir de possibilidades que seria quase utópico, mas a coisa não andou e a gente segue a vida, sobre o jogo parabéns nunca é repetitivo para quem faz por merecer e vocês dois estão merecendo receber.

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.