Como um game pode salvar sua vida

Tags: game design, game designer, Jane McGonigal, palestra, SuperBetter, TED Talks

Quando a game designer Jane McGonigal passou por um momento muito difícil em sua vida, inclusive pensando em suicídio, ela teve uma ideia incrível para melhorar. A designer, então, se aprofundou na pesquisa científica e criou um jogo que a curou, o “SuperBetter”.

Nesta palestra, exibida pelo canal TED Talks (famoso por apresentações muito interessantes), ela explica como um game pode, literalmente, salvar a sua vida. Achei o conteúdo excelente e prova que todo meio interativo, se bem direcionado, pode sim trazer benefícios e te mostrar um novo caminho.

Não vou escrever muito para não estragar o conteúdo da palestra (em inglês). Vale à pena assistir:

Vivi Werneck
Share on Tumblr
Feed do Post
6 Comentários em "Como um game pode salvar sua vida"
  1. paulohonda
    09/12/2013

    Qualquer game que tenha uma proposta de ajudar pessoas em suas necessidades é sempre mais do que bem vinda,como no caso da Jane em particular e que pode a vir ajudar a outras pessoas também.Casos como esses as mídias não especializadas não costumam dar destaque,por não verem como uma ferramenta de ajuda e sim mais como entretenimento.
    Parabéns pelo video ,Vivi,e que outros exemplos positivos sejam sempre mostrado.

    • Vivi Werneck
      10/12/2013

      Obrigada pela dica!

  2. 13/12/2013

    Eu adorei a matéria Vivi! É chato que algumas pessoas realmente subestimem os games, mas é uma das coisas que me fazem sentir realmente bem. Às vezes quando estou depressivo, triste, cansado ou enjoado de tudo, eu pego um game pra jogar e já me sinto realmente melhor, interessado em algo novo, é uma motivação nova por dias. É ótimo. E hoje em dia tem games tão variados, de todos os níveis e todos os gostos, que é difícil não se interessar por nenhum.

  3. Anderson
    20/12/2013

    Os jogos poderiam ter um papel fundamental na educação se não fosse a falta de interesse de grande parte das pessoas.

  4. 23/12/2013

    Excelente! Acho que inconscientemente fazemos algumas coisa citadas no vídeo como nos reanimarmos usando os jogos.

    Me lembro que há um ano atrás eu havia perdido meu avô que pra mim era uma figura paterna e ao invés de entrar em uma desrepressão, joguei por dois dias seguidos um game, fazendo 100% no mesmo. Quando terminei eu estava renovado e pronto pra seguir em frente. Quando conto isso a meus amigos soa como besteira, mas depois de ver o vídeo sinto que faz mais sentido do que posso imaginar.

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.