Entrevista com Yoshinori Ono – Street Fighter vs Tekken

Tags: Brasil Game Show, street fighter vs tekken, Street Fighter vs Tekken entrevista, Street Fighter vs Tekken interview, yoshinori ono, Yoshinori Ono BGS 2011, Yoshinori Ono Capcom, Yoshinori Ono entrevista, Yoshinori Ono interview

Finalmente consegui traduzir toda a gravação da entrevista que fiz com o japinha gringo mais legal que conheci. Isso porque o inglês dele beira o desesperador e o intérprete, que traduzia do japonês para o inglês, falava tão enrolado quanto. Mesmo assim, como jornalista, fiquei muito feliz e orgulhosa de ter sido a primeira a entrevistar nada menos que Yoshinori Ono, criador de Street Fighter IV, Street Fighter VS Tekken e outros jogos – em sua primeira visita ao Brasil.

Ono foi o convidado de honra da Brasil Game Show 2011 e palestrou na sexta-feira, dia 7 de outubro, para uma multidão de fãs da feira. “Yoshi”, como ele mesmo assinou no autógrafo que me deu, é uma simpatia em pessoa e sempre brincalhão – o que contrasta um pouco com o estereótipo japonês de ser sempre sério demais.

Bom, sem mais enrolação, espero de verdade que curtam a entrevista que tive o maior prazer de conseguir e fazê-la (e deu um trabalho do cão também).

1) A primeira coisa que vem em mente quando se pensa em Yoshinori Ono, além de jogos de Street Fighter, é aquele produtor da Capcom doidinho que é sempre simpático com os fãs, brincalhão e irreverente. Você sempre teve esse jeito extrovertido ou ficou assim depois de tanto trabalhar com games?

Yoshinori Ono: Sabe, quando comecei a desenvolver games minha principal intenção era fazer as pessoas felizes. Ou seja, se eu tivesse sempre aquela cara séria demais e parecer sempre mal-humorado não seria nada bom para a imagem de entretenimento que eu queria passar. É difícil convencer alguém de que o que faz é divertido se você mesmo não demonstra isso.

2) Acredito que esta seja a sua primeira visita ao país do Blanka. Você tem noção do sucesso da franquia Street Fighter no Brasil e a quantidade de pessoas no país que cresceram dando hadoukens? O que tudo isso representa para o seu trabalho?

Ono: Sim, esta é a minha primeira vez no Brasil e já fui avisado que os jogadores brasileiros são muito apaixonados por Street Fighter, então, não vejo a hora de encontrá-los [nota: ele gostou tanto que desfilou pela feira no sábado]. Tenho certeza que o evento será um sucesso e fico feliz por poder proporcionar essa alegria com os fãs brasileiros do Street Fighter.

                – Comentei com Ono, ainda nessa pergunta, que ele não fazia ideia de que o público brasileiro de games é brincalhão também, dança junto, canta junto, joga junto, que perguntariam coisas sobre o desenvolvimento do game e os mais curiosos até perguntariam qual seu personagem preferido no jogo e… Qual seu personagem preferido no jogo?

Ono: (risos) Bom, eu amo mulheres… Então, minha personagem preferida é a Cammy. Ela é bem… Digamos, forte… (risos) Sempre gosto de jogar com ela bem próximo da tela! [nota mental: japa assanhado! rs]

Ono e seu inseparável Blanka. Antes que perguntem: sim, as vezes ele fecha a boca! rs

Ono e seu inseparável Blanka. Antes que perguntem: sim, as vezes ele fecha a boca! rs

3) Street Fighter é um dos games de luta de maior sucesso da história, sempre imaginei como era o processo de criação dos personagens. O jogo também é o primeiro a ter uma lutadora mulher (Chun-Li). De onde surgiu a ideia de colocar uma mulher lutadora num jogo bem focado para o público masculino, especialmente na época do seu lançamento?

Ono: Bom, o designer original da série, Akira Yasuda, também ama mulheres (risos) e ele queria que no jogo tivesse a participação de uma linda mulher, que também lutasse muito, e foi mais ou menos assim que eu ouvi a história do surgimento da Chun-Li na franquia [nota mental: ou seja, a Chun-Li foi criada para satisfazer os fetiches eróticos de um designer danadinho. Great! ¬¬].

4) Além da série Street Fighter, você também já produziu outros games como “Chaos Legion”, “Onimusha Dawn of Dreams”, “Shadow of Rome”, “Monster Hunter Frontier” e agora “Street Fighter vs Tekken”. O que você pode dizer que seria uma espécie de marca sua em todos esses títulos? O que você considera que todos esses jogos possam ter em comum?

[Neste momento pedi a Ono desculpas por demorar um pouco para formular as perguntas, já que todas estavam em português na minha pauta e eu tinha que traduzir para o inglês na hora. Ele apenas riu… rs]

Ono: Meu principal papel é entregar ao público um ótimo jogo criado por um diretor. Com isso eu não estou dizendo que não gosto de criar jogos, mas costumo dar ao diretor liberdade de colocar também suas ideias no jogo e mostrar seu ponto de vista.

Não é uma via de mão única, o diretor também tem a chance de opinar e sugerir dentro do processo de desenvolvimento. O que eu realmente procuro fazer é criar e entregar todas as mensagens que pretendo passar através do game e fazer com que o diretor entenda essa mensagem. Isto é basicamente no que eu me foco.

5) Os fãs de jogos de luta sempre procuram por um diferencial a cada novo título lançado. Isso porque a tendência é a jogabilidade desses títulos começarem a ficar bem parecidas. O que “Street Fighter vs Tekken” trará de inovador para os jogadores?

Ono: Então, o que temos de novo em Street Fighter vs Tekken é que os jogadores – fãs de Street Fighter – poderão apreciar o jogo no estilo de gameplay de Street Fighter, da mesma forma que os fãs de Tekken se sentirão em casa jogando com seu personagens preferidos da série.

Deixa eu dar um exemplo: imagine a “engine” do jogo como uma bola. O objetivo é você usar essa bola para derrotar o adversário. Agora imagine Street Fighter como sendo um taco de beisebol e Tekken como uma raquete de tênis. Ambos têm o mesmo objetivo, ou seja, atingir a bola o mais forte e preciso possível para vencer o jogo.

No entanto, o taco e a raquete são instrumentos diferentes, cada um tem suas particularidades (vantagens e desvantagens). Vai depender de qual jogador irá manusear um dos dois instrumentos da melhor maneira para vencer.

[Resumindo: jogadores de Street Fighter notarão que o gameplay dos lutadores são semelhantes aos demais da série, bem como os jogadores de Tekken. Não haverá influência do estilo de um sobre o outro. A única coisa igual, obviamente, é o fato de ambos quererem a vitória].

6) Essa pergunta que farei agora eu também a fiz para o produtor do novo Mortal Kombat, Hector Sanchez, no ano passado, neste mesmo evento, e agora faço para você: será que um dia veremos um Street Fighter vs Mortal Kombat?

Ono: (risos) Eu já, inclusive, conversei com o time que desenvolveu Mortal Kombat há alguns meses e estamos discutindo a viabilidade de como desenvolver esse game. Isso porque para fãs de Street Fighter soaria estranho e até perturbador ver pedaços da Chun-Li, por exemplo, sendo arrancados e todo aquele sangue jorrando. Isso seria muito chocante e violento demais para Street Fighter. Então, primeiro teríamos que resolver essa questão, talvez com um tipo alternativo de gameplay que não prejudicasse a nenhuma das partes.

[nota mental: aaaaaahhhhhhhh… =^( ]

– Para quem pediu para ver, esta aí a bandeira de Street Fighter vs Tekken que o Ono autografou para mim (o autógrafo está quase no bumbum do Ryu, rs):

Vivi Werneck
Share on Tumblr
Feed do Post
28 Comentários em "Entrevista com Yoshinori Ono – Street Fighter vs Tekken"
  1. 14/10/2011

    Ryu e Kazuya de fundoshi é foda. hahaha Mas animal a bandeira (e a entrevista, claro)

  2. Frederico Duarte
    14/10/2011

    Nice. Gostei da entrevista.

  3. Thiago (Spectrumframer)
    14/10/2011

    Passei batido pelo autógrafo, Vi..
    me revolta vc colocar uma imagem dessas, tentando destruir o SF que existe em nossos corações com tais obcenidades.
    De resto, só posso dizer LOUKURA LOUKURA LOUKURA MASTER!!
    Já pensou SFvMK? É o sonho de infância de milhares de gamers… e estranhamente não é o meu. Nunca curti MK mesmo :/
    Mas mesmo assim, legal saber que estão pensando e se falando em como fazer um jogo assim. Eles vão achar a solução pros fatalitys rapidinho. Pra mim, é bem simples: é só os caras “darem a entender o fatality dos personagens de SF”. Tipo rolar um corte na hora que o scorpion carbonizaria o Ryu (SSSSSIIIIIM! death to Ryu!!!!), ou parar a tela antes do Sub Zero arrancar a cabeça do Abel (SSSSSSIIIIIIMMMM!!!! DIE ABEL, DIE!!!!!). Me nego a dar exemplos c a Chun Li ou a Rose, coisas mais lindas du tíu :D
    Então… puxão de orelha: COMO VC PÔDE NÃO PERGUNTAR DE UM POSSÍVEL NOVO CROSS CAPvsSNK??????????? indignado mode:ON
    Imagina se o boca-aberta (trocadilho. rs) do Ono te responde a essa pergunta com uma ótima notícia, que seria o meu sonho de consumo: StreetXTekkenXKoF está em fase inicial.
    Ok, caí da cama e acordei :D

    • Vivi Werneck
      14/10/2011

      “me revolta vc colocar uma imagem dessas, tentando destruir o SF que existe em nossos corações com tais obcenidades.”

      Recebi a bandeira das mãos do próprio Ono. Reclama com a Capcom! rs. Mas tenho certeza que se o autógrafo fosse no meio dos peitos da Cammy vc não estaria reclamando… queridinho… rsrsrs XD

      “COMO VC PÔDE NÃO PERGUNTAR DE UM POSSÍVEL NOVO CROSS CAPvsSNK???????????”

      tinha umas 20 perguntas na minha lista. ele era o entrevistado mais requisitado pela imprensa d toda feira!!! nao deu tempo kct! mas q coisa… hunf! u_u

      • Hélio
        14/10/2011

        rsrsrrsrsrrsrs Nem tinha reparado na figura vexante do Ryu e o Kazuya! Pra ver o qto eu fiquei interessado na entrevista.
        Bom, nada contra vcs gostarem dos caras malhadões, mas essa foto foi um tanto de mau gosto, se me permite uma pequena crítica…(claro q a culpada é a Capcom, não as girls).

      • Thiago (Spectrumframer)
        14/10/2011

        20 perguntas? o.O
        Ok, tá perdoada ;-)
        Qto à old CAP, essa é só uma na minha lista de reclamações pros caras!
        CADÊ A ROSE NO SFvTK????? Se eu tivesse do teu lado lá, tinha virado esse kra de cabeça pra baixo no alto de um prédio, até ele responder essa pergunta.

        “Mas tenho certeza que se o autógrafo fosse no meio dos peitos da Cammy vc não estaria reclamando… queridinho… rsrsrs XD”
        HAHAHAHAHA!
        Não me confunda com esses japas tarados, Vi… Seria muitomuitomuito mais a assinatura nas peitchola da Rose, na roupa alternativa de dançarina de cancan ;D

        “Pra mim, é bem simples: é só os caras “darem a entender o fatality dos personagens de SF””
        A CAP já fez isso, inclusive. Pra dar uma idéia, seria + ou – o esquema da tela de vitória do ONI no SSFAE, qdo ele segura a cabeça do adversário, levanta pelos cabelos e faz q vai dar um golpe fatal no(a) coitado(a), aí congela a cena e aparece o texto de vitória… sempre algo simpático, tipo “DIE, WORM!!” rs

  4. Hélio
    14/10/2011

    Gostei muito da entrevista e, mais uma vez, meus parabéns por ter conseguido ser a primeira a entrevistar o Ono, isso é algo q só uma grande jornalista poderia fazer. xD
    Agora, eu fiquei particularmente interessado na pergunta sobre Mortal Kombat. Acho q rolaram as mesmas preocupações durante a produção de Mortal Kombat vs DC Universe, mas no final, simplesmente foi decidido q os fatalities não desmembrariam os personagens da DC. Acho isso bobagem, eu vi o Kratos ser desmembrado em MK9 e não fiquei mal por isso.
    Por mim, q haja hadoukens e cabeças voando tudo ao mesmo tempo, vai ficar bem show!

    • Vivi Werneck
      14/10/2011

      Hélio, a princípio, tb fiquei um pouco assustada com a bandeira, mas depois eu notei q eles estão, na verdade, usando uma espécie de “tanguinha” (acredito que o nome da vestimenta seja “fundoshi”, como o Jeff K disse) que você vê com frequência em lutadores de sumô. O próprio Honda usa uma dessas. Vcs acham mesmo que a Capcom ia mandar uma foto dos dois de bunda de fora, gratuitamente, para o fãs? Tipo isso gente… Calma! rs

      – Vamos focar no conteúdo da entrevista que acredito que seja bem mais relevante, acredito eu.

      • Hélio
        14/10/2011

        “Vcs acham mesmo que a Capcom ia mandar uma foto dos dois de bunda de fora, gratuitamente, para o fãs? Tipo isso gente… Calma! rs”

        Rachei aqui kkkkkkkkkkkkkkk

      • The Punisher
        14/10/2011

        De acordo com a Wikipédia Vivi:
        Com o objetivo de demonstrar que a luta é feita sem armas, de “mãos limpas”, “o lutador de Sumô usa apenas o mawashi na luta. O mawashi é uma faixa de tecido grosso que é enrolado em volta da cintura do lutador, e que serve tanto para proteger os órgãos genitais quanto para ser agarrada para efetuar golpes.”

  5. The Punisher
    14/10/2011

    Ótima entrevista Vivi parabéns! O Yoshinori demonstra ser realmente muito simpático e brincalhão, e esse sotaque dele no vídeo falando em inglês é verdadeiramente muito enrolado mal dá pra entender.

  6. Vivi Werneck
    14/10/2011

    Eu sei que teriam várias perguntas que todos os fãs d Street Fighter adorariam que fossem respondidas, mas como disse antes, o tempo era muuuito curto e se eu fosse, realmente, perguntar TUDO o q todos queriam saber sobre o game eu teria que escrever um livro e não um post! rs. Mas vcs podem ter certeza que eu tentei fazer o meu melhor com o tempo que eu tinha.

  7. leandro(leon belmont) alves
    14/10/2011

    Ono e seu inseparável Blanka. Antes que perguntem: sim, as vezes ele fecha a boca

    era justamente o que eu estava pensando em perguntar aqui :)

  8. Clarice dos Santos
    14/10/2011

    Vivi meu orgulho!!! *-*

  9. Shinobi-kun
    14/10/2011

    Ok, apesar de tbm ter fantasiado uma continuação de cap x snk, achei as perguntas da Vivi muito bem colocadas: deu até pra perguntar sobre MK xD
    Mas só uma dica q vc já aprendeu na prática: deixar a pauta em portugues E ingles economiza um tempo valioso. Se vc tivesse feito isso, teria dado tempo de fazer a pergunta clichê “como foi sua estadia no Brasil? Jogou fuetbol?” xDDDDD

    “antes que perguntem: sim, ele fecha a boca! Rs”
    tenho absoluta certeza q essa pergunta passou pela cabeça de todos aqui .-.

  10. Mih
    14/10/2011

    Adorei a entrevista Vivi ^^ Street Fighter Vs Mortal Kombat realmente é o sonho de muitos gamers,mas na minha humilde opinião acho que ficaria uma coisa meio Mortal Kombat vs DC Universe(sem fatalities e quase não teria sangue ¬¬’).

    “Vcs acham mesmo que a Capcom ia mandar uma foto dos dois de bunda de fora, gratuitamente, para o fãs? Tipo isso gente… Calma! rs”HAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA,morri com essa xD

  11. 14/10/2011

    Vou te falar que eu realmente queria ter ido na BGS só pra ter a chance de trombar o Ono, cresci jogando SF e imagino como deve ter sido foda fazer essa entrevista, entrevista que por sinal esta excelente e na minha opinião cobre alguns pontos muito interessantes, claro que sempre vai faltar essa ou aquela pergunta, mas como você mesma disse, se você fosse perguntar tudo o que o povo quer saber ia ter que escrever um livro.
    Agora o que eu não entendo é: Com uma entrevista ótima, cheia de informações relevantes e MUITO bem escritas os caras realmente preferem ficar discutindo se é ou não bacana a bunda do Ryu na bandeira? Po gente, Ajuda Aê!

    • Vivi Werneck
      14/10/2011

      “Com uma entrevista ótima, cheia de informações relevantes e MUITO bem escritas os caras realmente preferem ficar discutindo se é ou não bacana a bunda do Ryu na bandeira? Po gente, Ajuda Aê!”

      muito obrigada, graças ao seu comentário vou conseguir dormir feliz essa noite! ^^

  12. Daniel
    14/10/2011

    Amei a entrevista , vcs estão de parabéns ! Sucesso !

    • Vivi Werneck
      14/10/2011

      obrigada! =D

  13. 15/10/2011

    Boas perguntas Vivi, principalmente essa do crossover com o Mortal Kombat. Comercialmente seria fantástico, mas eu como fã de Street Fighter também não gostaria de ver meus personagens preferidos serem mortos e decaptados. Quanto à bandeira, eu adoraria ter uma dessas. Eu já a vi em fotos em eventos no Japão, mas nunca tinha cvistop ela inteira. Obrigado por isso ^^ Aliás, se um dia quiser vender ou se desfazer, quero ser o primeiro a ser procurado, viu? rsrsrs

    O Ono parece meio biba e durante a palestra pareceu um tarado nos pedindo para apresentar as gatas de Copacabana, ou nossas irmãs. isso me surpreendeu.

    Por fim, o tal do designer que fez a Chun-Li é mais conhecido como Akiman (@akiman7).

    Se eu soubesse que vc iria entrevistar o Mestre Ono eu tbm te daria algumas sugestões de perguntas, se bem que vc já tinha muitas.

    Muito obrigado, adorei a matéria e adorei tirar foto com vc e com a Carlinha. Aliás, vc ainda não me passou a foto!
    Bjs

    • Vivi Werneck
      15/10/2011

      “Aliás, se um dia quiser vender ou se desfazer, quero ser o primeiro a ser procurado, viu?”

      rsrs… pode deixar q aviso, se bem q acho difícil disso acontecer. e fico feliz q tenha gostado da entrevista!

      nao passei a foto? opa, vou caçar aqui… bjos

  14. willllllllllllllll
    15/10/2011

    Muito boa a entrevista tá de parabéns ViVi, principalmente por continua nutrindo nossos sonhos distantes MKvsSF eu penso nisso a tempos… YHOHOHOHOH

  15. Thiago (Spectrumframer)
    15/10/2011

    A parte do SFvMK chamou muito a atenção mesmo, mas acho que todo mundo gostaria de ver, tipo… cairia super bem, é um MKvKI (killer instinct).
    Essa parte da entrevista acabou desviando a atenção pra algo muito importante que a Vivi perguntou, sobre a mecânica do SFvTK. Legal que o cara comentou que os personagens do Tekken não vão sofrer adaptação pro estilo SF. Quem está acostumado com os comandos do tekken, vai seguir jogando como aprendeu. E pra galera que estava reclamando do lance de não terem magias, se comenta que pra desviar das magias, o pessoal do Tekken vai ter um movimento de esquiva, no melhor estilo Ducking, do Dudley.
    “ou seja, a Chun-Li foi criada para satisfazer os fetiches eróticos de um designer danadinho. Great! ¬¬”
    Essa deve ter sido uma notícia chocante pra muita gente, pelo menos foi pra mim :-)

    • Vivi Werneck
      15/10/2011

      “ou seja, a Chun-Li foi criada para satisfazer os fetiches eróticos de um designer danadinho. Great! ¬¬
      Essa deve ter sido uma notícia chocante pra muita gente, pelo menos foi pra mim :-)”

      nem me fale! tinha uma ideia completamente vanguardista da Chun-Li como primeira mulher em games de luta, mas jamais esperava que o motivo era tão fútil assim, rs (por mais que já tivesse cogitado algo do tipo na minha cabeça). u_u

      • Elton BM
        15/10/2011

        Bom, como várias coisas que ocorreram na história, as intenções não foram “nobres”, mas o resultado deu certo. Fora que a Cammy não deve ter surgido de uma maneira melhor-e olha que ela é bem mais, exuberante, nas vestimentas que a Chun-li e sua meia calça(?)/pernas pintadas(?)-Esse é um departamento que eu não entendo quase nada.

  16. Vinicius
    16/10/2011

    esse japones e i, figura, eu moro no japao, a maioria dos japoneses sao assim, bobo alegres rsrs, mas é muito legal os grandes investidores e companhias de games visar o lado do brasil.

  17. CPR
    17/10/2011

    Muito boa a entrevista.

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.