Shadow of the Eternals: o sucessor espiritual de Eternal Darkness!

Tags: Crowdfunding, eternal darkness, Game Cube, nintendo, Percursor Games, Shadow of the Eternals, Silicon Knights

ShadowOfTheEternals01

Preciso dizer: EU-ESTOU-MALUCA-POR-ESSE-JOGO-DESDE-JÁ! Hahaha! Parece bobagem, parece hype exacerbado, parece mentira!

Primeiro por que a persona que está encabeçando este projeto é ninguém menos que Denis Dyack, responsável por alguns dos títulos que mais gosto na face da terra, tais como Bloody Omen: Legacy of Kain, (co-produtor em) Metal Gear Solid: The Twin Snakes  e Eternal Darkness: Sanity’s Requiem. Segundo por que Shadow of the Eternals é o sucessor espiritual do último game citado anteriormente, que por sinal eu considero um dos melhores jogos já produzidos para o finado Nintendo Game Cube: o próprio Eternal Darkness. Terceiro por que eu acho super legal o Mr. Dyack tentar se reerguer dessa forma, reunindo os desenvolvedores veteranos da esquecida Silicon Knights para formar a Precursor Games – que descrevem a si mesmos como um estúdio direcionado às pequenas comunidades –, principalmente depois daquele desastre com a Activision e a Epic Games.

 

Mas o que diabos é isso aí afinal?
Shadow of the Eternals é o primeiro título desenvolvido pelo grupo em questão, a Precursor, e com a divulgação do título para a mídia em 06 de maio, veio também a notícia do início de uma campanha crowdfunding, cujo objetivo é arrecadar US$ 1,5 milhão para cobrir a produção do episódio piloto. O jogo conta com a tecnologia CryENGINE 3 e em entrevista recente, a equipe tem pretensão de seguir o bem sucedido modelo de The Walking Dead e lançar 12 episódios do game, destinado a princípio para Wii U e PC através de mídia digital para download. Os custos gerados são referentes à engine e o desenvolvimento do sistema, e os próximos episódios custarão significativamente menos para serem produzidos, segundo um dos desenvolvedores, Paul Caporicci. “Qualquer valor adicionar levantado vai ajudar a produzir mais conteúdo para o jogo e vai ajudar a lançá-lo para outras plataformas”.

 

No início existia apenas a escuridão…
Embora aparentemente o game traga uma das personagens como sendo a famigerada Elizabeth Báthory – a Condessa de Sangue, só que sem o sotaque mimimi. :( –, e uma de suas servas, Clara; a sinopse da trama é a seguinte:

Quando o detetive Paul Becker é chamado para atuar em um dos mais sangrentos massacres de gangue da história do estado de Louisiana, há apenas dois sobreviventes remanescentes do conflito brutal entre dois cultos rivais. A medida que Becker começa a interrogar suspeitos, suas reconstituições vão revelar a verdade sobre os “Eternals”.
Apresentando um elenco de heróis e vilões, Shadow of the Eternals irá se passar por 2500 anos de história entre o Egito, Inglaterra, Hungria e Estados Unidos. Os jogadores irão questionar a percepção da realidade enquanto tentam balancear os mecanismos de combate, mágica e sanidade para progredir através da aventura.
Shadow of the Eternals irá colocar os jogadores numa memorável jornada pelo tempo; Imergindo fatos históricos com uma ficção perturbadora para criar uma experiência como nenhuma outra.

Quem jogou Eternal Darkness sabe que, embora ultrapassado para a geração atual, é um game memorável e com uma mecânica única, que eu mesma não experimentei em nenhum outro jogo. Em entrevista à IGN, quando questionado sobre o motivo de ter iniciado um financiamento público, Dyack garantiu que o título não teria futuro se dependesse de uma grande publisher, criticando o modelo atual da indústria inclusive.  “Os jogos que são lançados atualmente, se não são sucessos garantidos, não são nem observados pelas publishers tradicionais. Quando você tem seguidores de um jogo ‘cult’, o crowdsourcing talvez seja a única forma deles serem lançados.”, comentou o diretor. O grande objetivo do projeto é fugir da mesmice, coisa que Eternal Darkness fez com maestria em épocas remotas, e com a força da comunidade e o devido feedback, Dyack ainda explica que espera poder tornar Shadow of the Eternals totalmente multiplataforma, caso a campanha seja um sucesso.

 

Dissecando as similaridades
Observando bem o vídeo de 9 minutos, é possível ver diversas semelhanças à Eternal Darkness, não apenas na engine do game, como também em detalhes sórdidos. Dentre os exemplos, posso citar a frase de Edgar Allan Poe logo no início; as runas mágicas implícitas no logo do game; o conto descrito no Tomo da Escuridão Eterna; a exploração pelos cenários; os questionamentos e as visões que balançam a sanidade do personagem; os monumentos de um Ancião (muito parecido com Mantorok); e até mesmo a catedral mostrada no vídeo parece um dos cenários jogáveis no segmento do monge Paul Luther, um dos personagens da obra original.

Se você está (muito) confuso, vou voltar um pouco e explicar: Shadow of the Eternals é praticamente uma seqüência de Eternal Darkness: Sanity’s Requiem, apesar de ser considerado seu sucessor espiritual, e mesmo assim o novo título não segue diretamente a história deste último. No primeiro título, acompanhamos a história da Família Roivas, que está em posse do Tomo da Escuridão Eterna, um livro macabro repleto de misteriosos segredos sobre os antepassados da família e um terrível poder capaz de mudar o destino da humanidade. A protagonista, Alexandra Roivas, lê diversas histórias descritas no tomo, e é capaz de reviver os acontecimentos, explorando o ocorrido e desvendando os mistérios, tentando manter-se acima de tudo.

Na história, existem ainda os antagonistas, por assim dizer, os Anciões. Eles são retratados como seres divinos que existiam na Terra antes da humanidade, e existem três deles, com os quais você pode se aliar e utilizar-se dos poderes de seu “Alinhamento”. São eles: Ulyaoth, Xel’lotath e Chattur’gha. Um quarto Ancião, Mantorok, também aparece, e ele é descrito como o mais poderoso de todos, sendo chamado de “Keeper of the Ancients”, aquele que mantém o equilíbrio entre os demais.

A título de curiosidades, Os Anciões são baseados nos “Great Old Ones”, que aparecem no livro “Cthulhu-Mythos” de H.P. Lovecraft. Não bastasse isso, Denis Dyack confirmou em uma entrevista, que existe um “Quinto Alinhamento”, de cor amarela, mas que este Ancião não foi incluído no jogo. Talvez em Shadow of the Eternals, este quinto Ancião enfim dê as caras, huh?

 

Achei bacana, mas e agora, o que fazer?
É importante saber que a Precursor Games está fazendo a campanha por conta própria. Não é pelo Kickstarter ou por qualquer outro site de crowndfunding, e a iniciativa depende apenas disso para decolar… E se você ainda está com um pé atrás sobre o projeto, saiba que quem contribuir com qualquer valor passa automaticamente a integrar a “Order of the Unseen”, tendo direito a brindes diversos, armas exclusivas e arquivos secretos, download de alguns episódios e, mais importante, a sensação de dever cumprido por ajudar a trazer para a luz o quê parece ser mais um excelente jogo!

Todas as contribuições irão ser revertidas diretamente no desenvolvimento do jogo e os responsáveis estão comprometidos em fazê-lo se tornar realidade. E se por ventura, infelizmente eles não conseguirem levantar o capital necessário para desenvolver o projeto, eles garantem a devolução de todas as doações.

Portanto, leia atentamente as instruções e os termos para saber bem no que está se metendo e então aguardemos! Se tudo der certo, em 2014 o Tomo da Escuridão Eterna vai ser espanado, e quando a poeira for devidamente retirada, diversas histórias irão nos amedrontar uma vez mais (inclusive eu que sou extremamente medrosa!).

Allons-y!

Jessica Pinheiro
Share on Tumblr
Feed do Post
10 Comentários em "Shadow of the Eternals: o sucessor espiritual de Eternal Darkness!"
  1. leandro(leon belmont) alves
    15/05/2013

    espero que lançem o game logo

    • Jejé
      01/06/2013

      Também espero XD *Cruzando os dedos*

  2. 15/05/2013

    Né?
    Cara, só fico imaginando uma ligação mindblow entre os dois jogos, tipo aparecer um Roivas da vida *_*

    Estou ansiosíssimo! Gerônimo!

    • Jejé
      01/06/2013

      Espero q tenha esse tipo de ligação mesmo aheiuheua seria mto legal!

  3. Hélio
    15/05/2013

    Eu ainda preciso jogar o primeiro. Nunca tive GC infelizmente. Vou ver se emulo no PC.

    • Jejé
      01/06/2013

      Jogue assim que puder! ;)

  4. Kazunori
    15/05/2013

    Vou ver se ajudo… fiquei interessado no projeto. E o ultimo projeto que ajudei foi o da Double Fine.
    Mas ainda teno que jogar o primeiro, mesmo esse projeto sendo um “sucessor espiritual”

    • Jejé
      01/06/2013

      Todos ajuda! \o/

  5. 16/05/2013

    Estou hypeado com esse jogo! Eternal Darkness foi um dos pouquíssimos jogos que me fizeram ir atrás de conseguir os 100%.

    Mas, continuando o assunto, é impressão minha ou a Clara é idêntica à Alex Roivas?

    • Jejé
      01/06/2013

      Elas são bem parecidas mesmo, e acho que isso foi proposital XD

Crie uma conta no gravatar.com para colocar sua foto nos comentários.

Sempre que comentar em algum blog com o email cadastrado, aparecerá sua imagem.